O que o Titanic pode Ensinar aos Gerentes de Projetos?

Todos nós conhecemos a trágica história do Titanic, o luxuoso navio de passageiros britânico operado pela White Star Line e construído pelos estaleiros da Harland and Wolff em Belfast.

Titanic

A maioria atribui seu naufrágio a um trágico encontro com um iceberg, mas será que essa situação não poderia ter sido evitada? Não seriam os erros cometidos no gerenciamento do projeto – tanto na construção do navio, quanto em sua operação em alto mar – as verdadeiras causas de uma tragédia anunciada?

Luís Caceres escreve, em seu texto sobre o assunto, analisando os 5 pecados capitais cometidos pelos gerentes:

Quando se diz que o Titanic afundou por causa do um iceberg no caminho, na verdade, está escondendo as verdadeiras causas. Podemos culpar o iceberg, o mar ou o clima. Assim como quando um projeto ou negócio falha, pode-se culpar ao mercado, a economia, os sistemas da empresa, etc. Mas, quantas vezes alguém reconhece as falhas na gestão?

A integra do texto pode ser lida aqui e eu concordo plenamente com ele. Pior do que não haver um plano claro e preciso do gerenciamento de um projeto é a presença de gestores e gerentes que pecam por arrogância; orgulho; incapacidade de reconhecer os próprios erros,etc. Estas são posturas inadmissíveis para quem ocupa posições de decisão  e, invariavelmente, são o prenúncio de um desastre, como lamentavelmente provado pelo Titanic.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s